Um Jogo de Cadeirões, ou: Cunha, o Rei Louco de Brasília

(insira aqui ilustração de Eduardo Cunha sobre o trono de Ferro)

Quem deverá substituir Cunha, ferido de morte pela própria arrogância?

Institucionalmente, a resposta é simples. O regimento indica que o sucessor seria o Primeiro Vice-Presidente da casa, deputado Waldir Maranhão (PP-MA). Ex-reitor da Universidade Federal do Maranhão e de profunda vocação populista progressista, Maranhão tem uma grande chance de emplacar como um líder aglutinador e discreto, o contrário de seu (assim já queremos chamá-lo) antecessor. Maranhão seria também o primeiro presidente negro da história da casa.

O problema é que a Lava-Jato também respingou nele. Segundo depoimento do corruptor Alberto Youssef, o deputado seria um dos beneficiários de recursos subtraídos da Petrobras. Já o Segundo Vice-Presidente, nosso conterrâneo Fernando Giacobo (PR-PR), tem uma questiúncula envolvendo formação de quadrilha e e falsidade ideológica. É herdeiro político e, de fato, genro do falecido Vice-Presidente José Alencar. Já contra o Primeiro Secretário Beto Mansur (PRB-SP), até agora, constam apenas indícios de exploração de trabalho escravo em suas fazendas no Goiás; em termos midiáticos, nada muito grave.

Contra esses últimos, portanto, nada consta. Pelo menos por enquanto.

Maranhão tem se comportado discretamente, fazendo discursos adocicados tanto para acusados quanto para o público enfurecido. Um tal comportamento pode ser tanto sinal de cautela (por saber que só são chacoalhados de seus tronos os mais alvejados pelas câmeras e microfones) quanto de ambição. O maranhense poderia estar apenas esperando a casa cair enquanto trabalha nas sombras pelo arquivamento das denúncias. Seu partido é um dos mais fortes da base governamental, mas Maranhão teve de romper a pax governista para concorrer como vice de Eduardo; isso pode indicar tanto uma dose generosa de ambição quanto outra razoável de prevenção já que, mais do que membro da Mesa Diretora, Maranhão é o substituto de Cunha, e poderá fazer com que a casa retorne ao controle da articulação governista (pelo devido preço). Do contrário manterá a mesma agremiação urdida por Cunha, que amassa a oposição de direita mais a geléia geral interesseira. Só que escolhendo um ritmo mais brejeiro.

Giacobo, de ascenção meteórica (é genro do finado Vice-Presidente José Alencar, fundador de seu partido), está por ora livre da Lava-Jato. Giacobo faz o tipo conservador discreto, sem gosto por escândalos e fundamentalismos. Mas sua improvável presidência, resultado de duas quedas simultâneas, já começaria a indicar o enfraquecimento da instituição.

Mais ainda, poucos parecem interessados em coroar Mansur, inepto e provinciano, verdadeira personificação do baixo-clero. Depois dele ainda há oito nomes legalmente elencados, um mais despreparado do que os outros, prontos e com desejo de assumir. Serão mais uma herança nefasta do Rei Louco de Brasília.

Youssef tem o benefício de poder falar qualquer coisa, ficando à Procuradoria Geral da República (também conhecida como “o Janot”) a responsabilidade por colher provas e encaminhar acusações. Não esperaremos ver isso muito cedo, pelo menos em relação à maioria dos envolvidos. Cunha, que apostou no poder pessoal para bater de frente com Janot, acertou o guardrail. Nenhum dos outros tem tendência a prosseguir pelo mesmo caminho.

Caso a Lava-Jato respingue na mesa diretora como um todo, fica difícil saber se uma nova eleição estará na ordem da vez. Nesse caso, volta reinvigorado à disputa o PT, cujo acordo inicial com o PMDB (desfeito em benefício de Renan, Cunha e Aécio da Cunha) previa um petista nestes primeiros dois anos de legislatura. É um tiro longo; o candidato seria, a princípio, José Guimarães(PT-CE), atual líder do governo e partido, e ainda incólume.

Ninguém na oposição parece preocupado em lançar um candidato independente.

Anúncios

About ugolini

Mora em Curitiba.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: